sábado, 9 de abril de 2011

MPF do AC denuncia vice-governador por desvio de verbas

Carlos César Correia Messias, Vice-governador do Acre
O MPF (Ministério Público Federal) do Acre denunciou o ex-prefeito de Cruzeiro do Sul Carlos César Correia Messias e o atual vice-governador Orleir Messias Cameli, que é primo de César, por desvio de verbas. Segundo o Ministério, a denúncia é baseada por fatos ocorridos durante a execução de Convênios entre o Município de Cruzeiro do Sul e o Ministério da Integração, entre os anos de 2001 e 2004 e que já foram motivo de ação por improbidade administrativa.

Na ocasião, a Construtora Colorado, de propriedade do vice-governador, terua executado um dos contratos do convênios por sub-rogação dos serviços da empresa Terraplena, que foi a vencedora da licitação. A execução do asfaltamento representava pelo menos metade do valor do contrato, tendo sido dada, posteriormente à licitação, à empresa do primo do ex-prefeito. Já em outro contrato, a Colorado foi a vencedora da disputa licitatória.

O MPF afirma que R$ 811 mil teriam sido desviados na troca do material usado para o asfaltamento. A empresa teria usado material três vezes mais barato do que o prometido. Além disso, o revestimento para o asfaltamento foi aplicado em quantidade aproximadamente 30% menor do que o que foi pago, aponta a denúncia.

O procurador da República responsável pela denúncia, Anselmo Henrique Cordeiro Lopes, ressalta no texto da ação que os fatos são  incontestáveis, pois Orleir falou em depoimento que sempre usou o asfalto mais barato pois o outro tornaria a obra inviável do ponto de vista financeiro.

Também foi declarado por Orleir e outras testemunhas, que o então prefeito César chamou para si a responsabilidade pelas obras, além de ser o ordenador de despesas e pagador.

Se forem condenados, os réus podem receber pena de até 12 anos de detenção, além de pagamento de multa.
Colaboração de Marielly Campos do Jornal da Band
Postar um comentário