sexta-feira, 1 de abril de 2011

Tião Viana ordena que polícia barre a imprensa

A imprensa iria cobrir um despejo num conjunto habitacional

Famílias despejadas de Conjunto Habitacional
O governador do Acre, Tião Viana (PT), determinou que a Polícia Militar (PM) impedisse a imprensa de acompanhar na manhã desta quarta-feira (30) o despejo das famílias que ocuparam 295 casas do conjunto habitacional Ilson Ribeiro, em Rio Branco, Capital do Estado.

A PM montou barreira na entrada do conjunto habitacional para impedir o acesso de quem não fizesse parte do governo estadual.

- A ordem para impedir a entrada da imprensa é do nosso comando, mas quem manda no Acre é o governador - disse um policial.

A secretária de Comunicação, Mariama Morena, alegou no Twitter que impedir o acesso da imprensa é “uma questão de segurança aos jornalistas e aos moradores”.

Para desviar do cerco policial, outros repórteres optaram por enfrentar a lama de uma área particular de floresta.

Os que conseguiram ter acesso ao conjunto habitacional foram isolados do local onde os policiais usavam cassetetes e balas de borracha contra os invasores.

- Tenho informação de que os moradores tocaram fogo numa das casas - disse o deputado estadual Moisés Diniz (PCdoB), líder do governo na Assembléia.

No Acre, o partido do governador costumava convidar a imprensa para acompanhar as invasões de áreas rurais e urbanas que suas lideranças promoviam no Estado.
Fonte: Mídia News
Postar um comentário